Segredos para um pitch campeão

Quando se trata de um hackathon, além das skills que te levaram até a sua convocação para o evento, uma outra habilidade também é de grande ajuda no caminho para o pódio: saber fazer um bom pitch.

O pitch, nada mais é que uma apresentação rápida da sua ideia, produto ou negócio. Lembra dos seminários da época da escola e da faculdade? Então, é tipo isso! 

Juro que é menos assustador e muito mais fácil do que parece. 

Não, não é uma coisa fácil para todo mundo, mas com prática e muito treino, você pode SIM fazer o pitch perfeito e, quem sabe, o pitch vencedor!

Vamos às dicas?

1 – Seja você mesmo

Pois é, começamos com um clichê! Mas, apesar disso, é a mais pura verdade. Você faz parte da sua ideia e sua ideia tem muito da sua personalidade, então, porque fingir ser algo que você não é?

É claro que a linguagem será ajustada de acordo com público, ocasião e tudo mais. Mas, não tente ser quem você pensa que a plateia quer que você seja. Eles precisam que você seja você, mas ainda não sabem disso. Mostre a eles!

2 – Seja breve

Durante o pitch, o que você mais quer é que as pessoas prestem atenção no que você tem a dizer, certo? Uma apresentação muito longa vai tornar isso quase impossível, afinal, na era dos Stories e do Snapchat é muito mais fácil perder a atenção da plateia se o conteúdo for extenso demais.

Comece contando um pouco sobre você, mas seja breve. Lembre-se que o pitch é para apresentar sua ideia, não você

Ter alguns bullet points em mãos também é uma boa dica para manter o flow da apresentação e não esquecer nenhum detalhe importante.

3 – Apresente o problema

A sua ideia se tornará muito mais atrativa se as pessoas souberem para que serve, e isso vai muito além de descrever como seu projeto funciona.

Apresente o problema, depois explique como a sua ideia é a solução perfeita para ele. Destaque as lacunas que o seu produto poderia preencher no mercado, afinal, não há nada igual!

4 – Apele para a emoção (sem esquecer da razão)

Contar uma história pessoal (na dose certa!) é uma forma bastante eficaz de criar um vínculo com o público e despertar empatia. 

Mas, não é qualquer história que serve, viu? Busque uma que te ajude a contextualizar seu projeto. Conhece alguém cujo sua ideia poderia mudar a vida? Fale sobre essa pessoa e como seu produto poderia ajudá-la. 

Mirar na emoção com boas histórias é uma ótima forma de fazer seu pitch ser inesquecível. As pessoas podem esquecer o que você disse, mas nunca se esquecerão do que você as fez sentir. 

Só garanta que as especificações técnicas também seja citadas, ok?

5 – Conclua com o indispensável

Se tudo deu certo até aqui, à essa altura todos os olhos estão em você! Então, essa é o momento certo para impactar sua plateia com os dados mais importantes!

De forma resumida, apresente os principais números do seu projeto, suas projeções e tudo que for indispensável para que o público entenda o potencial da sua ideia e o quanto ela pode impactar o mercado.

Por último, mas não menos importante, siga o sábio conselho de quem sabe o que está falando:

“Treine, se concentre e aproveite a melhor oportunidade de mostrar para o mundo o quão incrível é o impacto que sua ideia vai gerar para a sociedade. E lembre-se: toda vez que alguém termina um pitch com “É isso!”, um unicórnio perde o chifre!” - Laura Gurgel – Co-fundadora do Clube de Negócios e Founder Meetup Female

Siga esses passos, ensaie o máximo que puder e você terá o universo dos pitches aos seus pés! 

Ah! E se quiser um lugarzinho para praticar, inscreva-se nos hackathons e meetups da Shawee. A prática leva à perfeição, então, a próxima vez será sempre melhor que a última.

Photo by Miguel Henriques on Unsplash 

Feito com  em Gramado
2019 ©Todos os direitos reservados